Criptomoedas na pauta do G20

Criado em 1999, o G20 (grupo formado pelas 19 maiores economias do mundo e pela União Europeia) vem discutindo temas de grande interesse internacional, como recessões econômicas, mudanças climáticas e comércio internacional. Este ano, pela primeira vez as moedas virtuais deverão ser incluídas na pauta oficial.

Os ministros das finanças da França e da Alemanha estão trabalhando, em conjunto, em umaproposta de regulação para o mercado de criptomoedas que será apresentada na próxima cúpulado grupo, que acontece em março, na Argentina.

Governos de todo o mundo têm se questionado se as moedas virtuais são de fato moedas ou ativos financeiros (tais como o ouro). Como ainda não há consenso jurídico sobre o tema, esse mercado acaba sendo tratado das mais diversas formas, dependendo do entendimento de cada país.

Para se ter uma ideia, autoridades competentes em países como Brasil, Finlândia e Israel entendem que as criptomoedas são ativos, sujeitos a taxas sobre ganhos de capital. Já na Eslovênia, a criptomoeda pode ser um ativo ou uma moeda, dependendo da situação. Na Bolívia e no Equador, são explicitamente proibidas e nos Estados Unidos, cada estado da federação tem sua própria interpretação.

Por isso a discussão está sendo levada ao G20. Segundo especialistas, como não há fronteiras na Internet, a regulamentação só será eficaz quando implementada em escala global.

Receba nossas novidades​

Fique por dentro da BOMESP

Coloque seu e-mail e receba notícias semanais sobre criptomoedas e tendências do mercado

Saiu na Mídia

Sobre a BOMESP

BOMESP é a Bolsa de Moedas Virtuais Empresariais de São Paulo criada a partir da Niobium Coin. Com a BOMESP, qualquer empresa poderá ter sua própria moeda ou poderá operar no mundo das moedas virtuais com paridade com o Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin, Ripple e a própria Niobium Coin.

Assessoria de Imprensa: Key Press Com
Beatriz Marques Dias
[email protected]
Tel. +55 (11) 3266-3638 | Cel. +55 (11) 99340-5722

Contato

Email:
              [email protected]

Telefone:
                    +55  (11) 3071-2090

Idioma »