Na África, as criptomoedas são uma solução para os negócios

Fazer transações financeiras com países africanos é difícil. Uma das imagens mais evidentes das desigualdades criadas pela globalização são as empresas de remessas de dinheiro. Esse problema não afeta apenas os trabalhadores: também é um entrave para as empresas. Agora, uma empreendedora americana baseada na África está oferecendo uma alternativa.

No início da década, Elizabeth Rossiello saiu do Queens, o mais populoso subúrbio de Nova York, e passou a trabalhar em Nairobi, capital do Quênia. Três anos depois, ela fundou a BitPesa, uma corretora de câmbio digital que usa criptografia lastreada no Blockchain para remessas internacionais.

Sua intenção inicial era facilitar transferências financeiras individuais entre seis países da África subsaariana, oferecendo também uma moeda virtual de referência que pudesse ser uma alternativa às moedas nacionais, voláteis, pouco líquidas e não-conversíveis em moedas fortes. Porém, ela descobriu um cliente inesperado: as grandes empresas.

Na região, os bancos não ajudam nas remessas internacionais. Usar criptomoedas reduz drasticamente o custo, a dificuldade e o tempo necessário. “Muitos dos clientes da BitPesa, são grandes empresas que eram obrigados a usar o mercado paralelo de câmbio, mas agora elas fazem transferências lastreadas em criptomoedas”, diz ela.

O Blockchain também facilita a integração com novas empresas, estejam na Coréia do Sul ou no Senegal. “Anteriormente, cada banco desenvolvida seus próprios sistemas, mas esses dias acabaram”, diz Rossiello. “Ter sistemas abertos significa que as empresas podem se concentrar na construção de produtos que agregam valor”.

O BitPesa está se expandindo para o norte da África e para o Oriente Médio. Rossiello acredita que o Blockchain já mudou fundamentalmente os serviços financeiros. “Eu nunca teria sido capaz de iniciar pagamentos globais e negócios FX da minha sala de estar em Nairobi sem essa tecnologia”.

A Bomesp, que permite transações rápidas, seguras, baratas e transparentes com moedas de empresas, terá um papel igualmente disruptivo para as empresas do Brasil e dos demais países da América Latina.

Receba nossas novidades​

Fique por dentro da BOMESP

Coloque seu e-mail e receba notícias semanais sobre criptomoedas e tendências do mercado

Saiu na Mídia

Sobre a BOMESP

BOMESP é a Bolsa de Moedas Virtuais Empresariais de São Paulo criada a partir da Niobium Coin. Com a BOMESP, qualquer empresa poderá ter sua própria moeda ou poderá operar no mundo das moedas virtuais com paridade com o Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litecoin, Ripple e a própria Niobium Coin.

Assessoria de Imprensa: Key Press Com
Beatriz Marques Dias
[email protected]
Tel. +55 (11) 3266-3638 | Cel. +55 (11) 99340-5722

Contato

Email:
              [email protected]

Telefone:
                    +55  (11) 3071-2090

Idioma »