Opera é o primeiro navegador a realizar pagamentos em Bitcoin

Um dos navegadores mais utilizados no mundo traz a novidade da possibilidade de se realizarem pagamentos com Bitcoin (BTC) diretamente do navegador. Além disso, também foi feita a integração TRON.

Já é possível que todos os usuários do Opera façam pagamentos e compras online utilizando a criptomoeda Bitcoin diretamente de sua carteira digital integrada ao navegador.

A atualização também permite que haja a interação com aplicativos descentralizados (dapps) dentro da Blockchain TRON. Na visão da empresa, isso pode ajudar a trazer maior visibilidade a criptografia, já que o navegador conta com mais de 300 milhões de usuários ativos.

“A maioria das pessoas já ouviu falar em Bitcoin e, portanto, consideramos importante apoiá-lo e tornar esse recurso mais familiar para um grupo maior de pessoas”. Disse o chefe de criptografia da Opera, Charles Hamel.

Com esta significativa mudança, o Opera passou a ser o primeiro dentre os grandes navegadores a possuir integração com uma carteira digital, saindo a frente de apps como Chrome e Safari, das gigantes Google e Apple, por exemplo.

Mas, apesar de ter sido lançado há mais de vinte anos, o navegador norueguês mergulhou na criptografia somente em julho de 2018, aumentando a funcionalidade de carteiras digitais para dispositivos móveis e desktops. À época, foram feitos testes com uma carteira digital para Ethereum, no que se dizia ser um passo à frente na tecnologia Web 3.0, que traz a ideia de no futuro termos a internet descentralizada e construída dentro de uma Blockchain.

Logo após isso, em outubro, começaram estudos referentes às oportunidades de crescimento que a Blockchain proporciona, ao lado da empresa de serviços financeiros Ledger Capital.

Todos esses estudos e atualizações, permitiram que a Opera apresentasse um navegador Android “pronto para a Web 3.0” , um aplicativo iOS compatível com criptografia e um navegador de desktop com suporte a carteira digital nativa. Aliado a isso, foi feita uma parceria com uma Exchange de Criptomoedas da Suécia para vender ETH com desconto.

Segundo Hamel agora todos os aplicativo estão sincronizados e otimizados para a futura Web 3.0. Para a empresa, adicionar o Bitcoin com essas funcionalidades no navegador era um desafio, tanto por causa de suas diferenças quanto por seus casos de uso.

“O Bitcoin é um animal completamente diferente, que requer sua própria infraestrutura e tem um cenário de uso focado no pagamento.”

Para a Opera, é necessário remover as barreiras que estão envolvidas no processo de se utilizar criptomoedas on-line e acessar a Web 3.0 por meio de aplicativos ou extensões que não são nativas.

Ulterior States – Documentário

Nome: Ulterior StatesDuração: 52 minutosEstúdio: IamSatoshi Sinopse: Ulterior States foi produzido por IamSatoshi, em um projeto documental argumentativo que responde uma dúvida comum ao ecossistema de criptoativos:

Leia mais »

O que são Smart Contracts?

Antes de mais nada, é importante dizer que já que estamos inseridos no universo das criptomoedas, utilizaremos a definição de smart contracts dentro desse contexto

Leia mais »

Receba nossas novidades​

Fique por dentro da BOMESP

Coloque seu e-mail e receba notícias semanais sobre criptomoedas e tendências do mercado

Saiu na Mídia

logo-bomesp-brasil-branco-alt

Sobre a BOMESP

Com foco em tornar a Economia Distributiva mais acessível, a BOMESP existe para trazer o que há de mais novo e completo quando se fala em Criptoativos Empresariais e Soluções em Blockchain.

Assessoria de Imprensa: Key Press Com
Beatriz Marques Dias
[email protected]
Tel. +55 (11) 3266-3638 | Cel. +55 (11) 99340-5722