Porque as transações com criptomoedas são tão baratas ?

O custo sempre foi o principal entrave ao desenvolvimento de novos meios de pagamento. Agora, o desenvolvimento das criptoativos com base na tecnologia do Blockchain permite, pela primeira vez, a efetivação de operações conhecidas como micro-pagamentos. Estes processos possibilitam o pagamento de pequenos valores com maior dinamismo e resolvendo a equação do custo.

Tomemos, por exemplo, os pagamentos em Bitcoins. A mais conhecida das criptomoedas pode ser negociada em frações de até oito casas decimais. Ou seja, 0,00000001. Para transações, o Bitcoin permite o uso de uma subdivisão adicional, o Satoshi, que é 1,2 da menor fração, ou 0,000000012.

Em seu auge, quando o Bitcoin chegou a ser cotado a US$ 20 mil, um satoshi valeria o equivalente, em reais, a R$ 0,000756, ou 7,5% de um centavo. Assim, seria preciso realizar 13 transações para que o custo chegasse a um centavo de real.

A Bolsa de Moedas Virtuais Empresariais de São Paulo (Bomesp) permite transações com criptoativos de empresas com uma competitividade imbatível em custos.

Idioma »